Para nós todo Pet é especial, inclusive os Pets selvagens que também merecem todo o cuidado e carinho

A procura por um companheiro selvagem vem crescendo cada vez mais, seja por interesse em um animalzinho diferente ou até pelo tamanho e espaço necessário para a criação desses animais.

E como todos os animais de estimação, eles também podem ficar doentes, se machucar e precisam de atendimento veterinário. Na Medicina de Animais Selvagens, trabalhamos com diferentes espécies de aves, reptéis e mamíferos, e cada um deles apresenta particularidades fisiológicas e anatômicas diferentes dos cães e gatos. Esses pets mais comuns são o coelho, canário, chinchila, tartaruga, calopsita entre outros.

Abaixo vamos comentar de algumas curiosidades sobre esses principais grupos!!

Aves
As aves têm capacidade de vocalizar desde cantos curto a longas melodias, dependendo da espécie e capacidade individual. O objetivo para as aves desse comportamento é expressar ou manifestar um sentimento específico. Quando uma ave está passando por um processo de muda de penas é normal que eles parem de cantar, pois esse é um processo muito desgastante para eles. Mas fora nesse momento, o parar de cantar pode indicar que a ave está doente ou com alguma dor. Como eles são animais que na natureza seriam presas, muitos disfarçam a doença podendo ser perigoso para seu animalzinho. Por isso fiquem atentos, parou de cantar e não está trocando de pena, é importante levar para um veterinário especializado avaliar. 

Répteis 
Vocês sabiam que os répteis, em geral, são portadores assintomáticos de Salmonella spp?? Eles manifestam a doença somente em casos de queda de imunidade. Segundo alguns autores, estudos realizados demonstraram que portadores sadios desta bactéria apresentam a infecção de forma latente. O estresse produzido através do transporte, colocação em novo ambiente, mudança alimentar ou de manejo, pode levar à ativação do processo infeccioso latente, com consequente eliminação de Salmonella pelas fezes. O importante quando temos um amiguinho desse é cuidar com a limpeza do recinto e principalmente lavar as mãos após a manipulação desses animais. 

Mamíferos
Porquê devemos castrar os coelhos? Muitas pessoas imaginam que a castração é indicada apenas para a evitar a reprodução desses animais. No entanto o principal motivo para esse procedimento é a suscetibilidade de tumores uterinos em fêmeas de coelhos, cerca de 80% desses animais podem apresentar adenocarcinoma uterino e na maioria das vezes pode ser fatal. Outras alterações muito comuns são a infecção uterina em fêmeas como a piometra a partir dos dois anos de idade, tumor de glândula mamária e a gravidez psicológica. A idade recomendada para o procedimento é entre 4 a 6 meses de idade.

Tem mais dúvidas? Entre em contato coma agente. Nós da Vetsan estamos sempre prontos a atendê-los.